Contactos
Mapa do Site
 
Faça o seu Login

Newsletter

 CHÁS MEDICINAIS
 PACKS PROMOCIONAIS
 Linha ALOÉ VERA
 Aparelho Cardio-Circulatório
 Aparelho Genital Feminino
 Aparelho Digestivo
 Aparelho Respiratório
 Aparelho Urinário
 Colesterol
 Diabetes
 Emagrecimento
 Fígado e Vesícula
 Hipertensão Arterial
 Menopausa
 Prostatismo
 Rendimento Intelectual
 Reumatismo
 Sexualidade / Libido
 Sistema Imunitário
 Sistema Nervoso
 Tosse e Rouquidão
 Trânsito Intestinal
 Anti-Inflamatórios
 Cremes
 Uso Externo
 
  25/03/2010
Veja o vídeo de apresentação dos nossos Produtos Dietéticos
Clique no link e conhecerá toda a gama de Produtos Dietéticos que temos para si!...
  25/11/2010
"O Chá Milagroso Rosil"
"Um dia tomava o Milagroso, no outro, o Rosil. Duas semanas depois, os indices de bilirubina, que...
  11/10/2006
DESCONTOS ATÉ 15% na compra dos nossos PACKS
Consulte no menu PACKS PROMOCIONAIS os nossos produtos associados com 15% de desconto...
 
Catálogo em vídeo
Quem somos
Notícias
FAQ
Glossário
Localização
 
Home / FAQ
FAQ
 

Suplementos alimentares

Suplementos Dietéticos

Um suplemento dietético é um produto que complementa o regime alimentar (não o substituindo) e que deve preencher uma ou várias das seguintes condições:

* Conter uma ou mais das seguintes substâncias: Vitaminas, Minerais, Plantas ou derivados de plantas, aminoácidos; São apresentados na formulação de comprimidos, drageia, cápsula, olicaps, xarope, ampola

* Não deve ser tomado ou indicado como um alimento convencional ou como um componente isolado de uma refeição ou dieta alimentar

 

Outras informações relevantes acerca dos Suplementos Alimentares:

 

O fabrico e comercialização de suplementos alimentares encontra-se regulado e obedece a estritas normas de qualidade e segurança para o consumidor;

Os suplementos alimentares podem interagir com alguns medicamentos farmacológicos ou com outros suplementos 

Natural nem sempre significa “seguro” ou “eficaz”;

Antes de iniciar a toma de um suplemento alimentar, consulte um especialista da área, especialmente se estiver grávida, a amamentar ou se o mesmo se destinar a ser tomado por uma criança;



Como se processa o envio da sua encomenda?

Todas as encomendas são expedidas via CTT Expresso para a morada indicada pelo cliente. O prazo de entrega é de 24 a 48 horas no Continente e até 5 dias úteis nos arquipélagos dos Açores e da Madeira. 

 



Qual a forma de pagamento?

O pagamento é feito contra-entrega e ao preço final serão acrescidos portes de envio de acordo com a tabela que surge no seu formulário de encomenda.



Colesterol

Actualmente fala-se muito de Colesterol e de altos níveis de colesterol, mas muitas pessoas não estão ainda esclarecidas sobre esta realidade. Nem todo o Colesterol é mau. De facto, ele produz-se naturalmente no fígado e auxilia muitas funções do nosso corpo.

O chamado Colesterol alto surge quando se tem altos níveis de LDL (Lipoptroteína de baixa densidade), o chamado "mau colesterol". Isto pode levar à ocorrência de acidentes cardiovasculares. O LDL pode ser hereditário ou resultado de disfunção química do organismo. Pode também ser consequência de uma dieta rica em poliinsaturados, vida sedentária e ausência de prática de exercício físico ou ainda de Diabetes.

P.: O que é um nível de Colesterol aceitável?

R.: De acordo com os mais recentes dados do Programa Americano para a Educação sobre Colesterol (NCEP), os valores de Colesterol devem manter-se abaixo dos 200. Os níveis de Colesterol total devem situar-se entre os 200 e os 239, valor que já é considerado limite.

P.: Por que razão é o Colesterol alto considerado prejudicial à saúde?

R.: Uma artéria saudável tem uma textura fina e suave, mesmo à superfície. O excesso de colesterol deposita-se nas paredes das artérias e cria uma placa. Essa placa bloqueia as artérias e impede o normal fluxo sanguíneo, obrigando o coração a trabalhar mais para forçar a passagem do sangue pelas artérias. O impedimento da passagem do sangue pelas artérias pode levar à ruptura das mesmas ou à formação de coágulos sanguíneos. Quando ocorre qualquer uma destas situações numa grande artéria que forneça sangue ao coração ou ao cérebro, o fluxo sanguíneo pode ser completamente interrompido. O resultado pode ser um Enfarte ou Acidente vascular cerebral.

P.: A diabetes pode afectar o meu Colesterol?

R: A Diabetes é um elevado factor de risco no desenvolvimento de Doença Cardíaca. O risco de um diabético ter um enfarte é tão elevado como o de uma pessoa com doença cardíaca. Como tal, o controle dos níveis de colesterol deve ser regulado pelos mesmos critérios. Altos níveis de Triglicéridos e baixos níveis de HDL estão frequentemente presentes em pessoas com Diabetes. Uma vez atingidos valores normais de LDL ("mau colesterol"), devem ser controlados os níveis de Triglicéridos e não deixar baixar em demasia os níveis de HDL (Colesterol saudável).

P.: Tenho Colesterol alto mas sinto-me bem. Deverei mesmo prosseguir uma dieta para baixar o Colesterol?

R.: Sim. Esse deve ser o primeiro passo no sentido de baixar os seus altos valores de Colesterol.


Tópicos para uma dieta saudável:

  • Prefira alimentos ricos em fibra. (Fruta, Legumes e Cereais integrais)
  • Ingira poucos alimentos ricos em gorduras,
  • Modere o consume de sal e açúcar,
  • Se bebe álcool, faça-o com muita moderação.


O que é a Hiperplasia Prostática Benigna (HPB)?

A hiperplasia benigna da próstata (HBP), ou adenoma da próstata, é o crescimento da glândula prostática, e é a doença urológica de maior prevalência em homens com idade superior a 50 anos. Esta glândula tem o início do seu crescimento após a puberdade e aos 20 anos pesa em torno de 20g; entre os 30 e 50 anos o seu crescimento é lento; dos 50 aos 70 anos tem o seu crescimento acelerado, dobrando o seu peso a cada 4/5 anos, atingindo 60-70g em média; a partir dos 70 anos volta a crescer lentamente. Os dois factores mais conhecidos e determinantes para o desenvolvimento da HPB são a idade e o decréscimo das hormonas masculinas (androgenios). Outros factores como a hereditariedade também são relatados.

Quais são os sintomas?

Os sintomas que chamam a atenção do paciente para as alterações da próstata são:

  • Jacto urinário cada vez mais fraco,
  • Dificuldade, ou demora, para iniciar a micção,
  • Necessidade frequente de urinar,
  • Acordar à noite para urinar (micções nocturnas),
  • Interrupção involuntária do jacto urinário ,
  • Presença de sangue na urina,
  • Dor ou sensação de ardor durante o acto de urinar,
  • Urgência miccional (sensação de que não pode esperar para urinar),
  • Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.


Quais são os meios de diagnóstico?

O diagnóstico deve ser feito com a história clínica do paciente, a análise dos sintomas, o exame físico que inclui o toque rectal, a dosagem do antígene prostático específico (PSA), a realização de ultra-som e análise do fluxo urinário (fluxometria). Nalguns casos poderá haver a necessidade de uretrocistografia, cistoscopia e estudo urodinâmico.

Que composições fitoterápicas podem aliviar os sintomas?

A Fitoterapia, é a forma mais antiga de tratamento da HPB, havendo relatos do seu uso em papiros egípcios datados do século 15 A.C. O seu uso é amplamente difundido na Europa há vários séculos, sendo que na Alemanha cerca de 90% dos pacientes com HPB são tratados com drogas fitoterápicas:

Principais Agentes Fitoterápicos
 

Nome científico

Nome Comum

Carthamus Tinctorius

Flôr de Açafroa

Lycopersicum esculentum

Licopene

Urtica dioica

Urtiga Maior

Sabal Serrulata

Palmeira Anã

Cucurbita pepo

Sementes de abóbora

 

Referências:
www.sbis.epm.br/dcir/urologia/
www.urocentro.com

Para mais informações ver nosso produto Prostasil Cápsulas.

 



Menopausa

A Menopausa ou Climatério é um processo que ocorre naturalmente quando a mulher atinge a meia-idade.

Um número cada vez maior de mulheres e técnicos de saúde têm vindo a interessar-se pela medicina complementar e alternativa para o alívio dos sintomas.

1. O que é a Menopausa?

A menopausa é um processo natural na vida de uma mulher à medida que chega a uma certa idade. É a fase da vida em que a sua capacidade para gerar vida chega ao fim. A transição para a menopausa ocorre normalmente por volta dos 47 anos, com o último período menstrual a ocorrer por volta dos 51 anos. No entanto, para algumas mulheres esta mudança chega mais cedo. A Menopausa ocorre no período em que os níveis de uma hormona denominada estrogénio, produzida nos ovários, começam a baixar gradualmente. Diz-se que uma mulher completou o ciclo da Menopausa quando regista uma ausência de período menstrual por mais de 12 meses consecutivos.

A Menopausa ocorre também imediatamente após a remoção cirúrgica de um ou dos dois ovários em simultâneo (histerectomia), ou ainda em consequência de um tratamento oncológico com radiação ou certas drogas químicas.

2. Quais são os sintomas mais comuns da menopausa?

a) Certos sintomas que as mulheres experimentam estão de facto relacionados com a menopausa. Outros têm apenas relação com o envelhecimento em geral. Os sintomas mais directamente relacionados com a menopausa são:

- Afrontamentos ou ondas de calor, suores nocturnos, transpiração excessiva (estes são os sintomas denominados vasomotores, pois ocorrem devido à dilatação dos vasos sanguíneos);

- Insónias e problemas de sono;

- Secura vaginal, que pode conduzir a relações dolorosas e a problemas sexuais;

b) Quanto aos sintomas enunciados abaixo, não existem dados científicos que permitam estabelecer a sua relação directa com a Menopausa, atribuindo-os antes à idade, e à conjuntura de vida de cada mulher:

- Alterações de humor tais como depressão, ansiedade e irritabilidade;

- Problemas de memória e astenia psicológica em geral;

- Incontinência urinária;

- Dores nas articulações, músculos, ossos e cansaço físico;

Considerações acerca da MENOPAUSA

  • Muitas mulheres passam pelo período de descida das hormonas femininas (especialmente dos Estrogénios) sem a ocorrência de sintomas que justifiquem de per si a procura de tratamento. Muitos sintomas tradicionalmente associados à Menopausa estão apenas relacionados com o envelhecimento em geral, como foi referido anteriormente;
  • A Menopausa não deve ser vista como uma doença;
  • Durante muitos anos a Terapêutica de Reposição Hormonal (TRH) - essencialmente à base de estrogénios - foi o tratamento preferencial dos desagradáveis sintomas da menopausa. Hoje em dia, existem também produtos na medicina complementar, que em associação com os tratamentos da medicina convencional, revelaram grande eficácia no alívio dos sintomas já enunciados;
  • Mulheres com sintomas agudos e de longa duração podem beneficiar com a introdução de alterações no seu estilo de vida, a par de um tratamento adequado.
  • É muito importante que as mulheres interessadas numa solução alternativa ou complementar para os seus sintomas, recorram a um técnico especializado na área de forma a garantir a adequação e eficácia da solução proposta para cada caso.

Ver o nosso produto Climasil




 
Copyright © 2006 - Ervanária Rosil ® All rights reserved - Developed by: Webdote.com - Innovative Solutions